quinta-feira, 31 de março de 2011

Sala de estar e de trabalho

Achei, (literalmente), essas imagens da minha sala e dos meus trabalhos de julho do ano passado. Elas sobraram do álbum que montei da Gata dos Olhinhos e estavam perdidas

Continuo meio parada nas criações, crafts, cartões, ou o seja o que for, então resolvi repassar um pouco das minhas coisas da casa.

Apesar de serem de junho do ano passado, esse é geralmente o estado normal de bagunça, mas só as vezes me dou conta que está sempre assim… Bem, avaliem.

Entrada da minha casa:Sala de Trabalho (7)

 

Agora aqui na entrada, está com uma mesa baixinha, mas não muda muito. Acho bem feinha essa entrada:Sala de Trabalho (8)

 

Logo em frente a porta fica minha máquina de tricô Elgin nova, com pente. A antiga fica no quarto. O local é bom para fazer tricô, pois a janela ilumina e alegra:Sala de Trabalho (6)

 

Em frente a janela está a mesa, minha velha companheira de 30 anos... Tá quase tudo igual, só muda os trabalhos e os materiais. E o meu pequeno, ops! grande Vítor, que acho que cresceu mais de 15 cm em 8 meses (data das fotos). Sempre no computador. Idade da murrinha, tá difícil!Sala de Trabalho (5)

 

A máquina de costura fica numa mesinha de datilógrafa, com rodas e uma mesa auxiliar que se puxa para fora. Essa sim, é raro estar na sala. Costuro sempre no quarto. Sento na cama e ela fica um caos. Sinceramente eu gosto. Acho que acostumei.Sala de Trabalho

 

Aqui foi um expositor de acrílico que fiz, com dois outros de uma linha de cosméticos que iriam para o lixo. Fiz na época da feirinha que fiz uma vez em Coqueiros.Sala de Trabalho (4)

 

Esses eram os artesanatos que expus na época: A Gatinha bem à direita, bernuças, chaveiros, blocos, abayomis e outros. Sala de Trabalho (2)

 

O outro lado da sala é de estar, tem o surubanco com as almofadas, uma janela lateral, mais uma que faz divisa com a cozinha, quadros…E aqui eu.  Bem, esse é o Big Eu de hoje.

P2120099A

Essa sou eu. É assim que eu trabalho. É assim que eu vivo.

quinta-feira, 24 de março de 2011

Colares e pulseiras em crochê

Como havia prometido, aqui estão as peças que fiz da revista Manequim de janeiro com as devidas observações.

Colares:

Primeiro o de correntinhas:P2030167

O meu, fiz com cor prata ao invés de dourada, e no acabamento, ao invés de colocar um retalho de cetim, enrolei o próprio fio. O preço sugerido de venda pela revista foi de R$ 28,00.

Fica muito bonito e leve. Um charme!

P2030156P2030150

 

Depois, fiz o de flores e folhas conforme as instruções da revista, mas foi meio complicado…P2030165

P2030155

Conforme as instruções, deveria fazer ele todo em branco ou cru, e depois pintar as partes com tinta de tecido.

Quase fiz com as linhas já nas cores corretas, mas acabei seguindo as instruções…

Deu um trabalhão danado, pois a tinta não penetrava no crochê, fiquei umas 3 horas pintando, as flores e folhas ainda não ficavam translúcidas. Talvez se tivesse lavado o colar antes de pintar para tirar a goma do fio fosse melhor…

Quando fui pintar os cabos marrons então foi pior, pois o marrom do cabo acabava encostando e borrando folhas e flores:PC280092

Então, tive a ideia de cobrir as folhas e flores com fita para poder pintar os cabos sem borra-los. Outro tempo perdido…

PC280084

PC280082

Conclusão: quem desejar fazer um desses é melhor já fazer nas cores definitivas. É mais rápido e fica com um acabamento melhor. O meu, com a tinta de tecido, parece até meio plastificado, mas mesmo assim ficou muito bonito.

Pulseiras:

Essas já estavam na minha lista de espera de trabalhos, pois já rolam na internet faz um tempo, e a revista só me deu um empurrãozinho:P2030152

P2030157

Ainda estavam sem os fechos, pois tive que comprar do modelo sugerido:P2030153

É isso gente! Apesar de estar ainda muito devagar, aos poucos vou voltando…

domingo, 6 de março de 2011

Fantasia infantil

Bem, só para aproveitar a data, fiz uma fantasia relâmpago na quinta-feira para a minha filha Beatriz. Ela queria de Índia, mas não consegui localizar as penas que tinha guardado em casa, então a convencí de sair de Havaiana. Ainda bem que ela é pequena e não sabe ainda que é uma das fantasias mais manjadas nos carnavais... Vejam o resultado:

A princípio pensei em como faria as franjas para que não desfiassem muito, e concluí que o TNT seria perfeito. Como não ia sair mesmo para comprar materiais, encontrei poucas cores em casa, e não tinha nem um pedacinho de vermelho ou laranja. Então, fiz com o que tinha: pérola, amarelo, azulão e roxo. E não é que ficou legal?
Cortei alguns retãngulos de aproximadamente 12 cm de largura x 30 cm de comprimento, cortei em tiras quase até o final, deixando-as presas por uns 2 cm. Dobrei em 4 cada retângulo com as tiras cortadas, costurei-os (na máquina) um ao lado do outro sobre outra tira, o cós,  no qual fiz duas passagens para o elástico e pronto. Depois fiz à mão as flores com tiras dobradas ao meio, franzindo e prendendo com pequenos pontos, formando rosinhas. Costurei-as ao cós e ficou assim! Para o colar recortei flores de TNT e intercalei com pedaços de canudinhos. Ela adorou, e já usou a fantasia na sexta-feira!!!

quinta-feira, 3 de março de 2011

Crochês de janeiro/2011

Ainda estou viva! Peço desculpas aos meus leitores pelo sumiço, é que em janeiro estive com problemas na coluna, e mal conseguia ler meus e-mails, quanto mais sentar para postar. Depois acabaram as férias, etc, etc, etc.

Bem, como passei janeiro com muitas dores, não consegui fazer muitas coisas. Então vou retornar postando (atrasada!!!) o que mais me chamou a atenção nesse primeiro mês do ano, que foram as peças em crochê das revistas Manequim e Cláudia. Nas próximas postagens mostrarei as minhas tentativas de executar alguns trabalhos das revistas já citadas.

Muita gente já deve ter visto, mas tenho certeza que outras tantas ainda não, então aproveitem a oportunidade.

Revista Cláudia Janeiro/2011P2030159

 

Adorei o colar e o vestido:

P2030161P2030162

As carteiras/bolsinhas de crochê são mesmo encantadoras:

P2030160

 

Revista Manequim Janeiro/2011:P2030154

Daqui fiz o colar de rosas (inacabado), o de correntinhas e as pulseiras, que aliás já estava com vontade de fazer faz tempo. A carteira também é uma peça linda, bem romântica.

P2030155P2030156P2030157P2030158

Por hoje é só, mas na próxima postagem descreverei detalhadamente as minhas experiências com o crochê.