sábado, 12 de julho de 2008

Cartões





Em 2006, para o natal, fiz muitos cartões utilizando cortadores e papéis de presente prata, dourado, poás, e outros. Para conseguir vender aos meus colegas de trabalho, que são todos professores da rede estadual de ensino, tive que cobrar de R$ 1,00/1,50 a unidade, pois senão não venderia nenhum.


Apesar de gastar muito, mas muito pouco mesmo com material, levava de 3 a 5 horas para fazer meia dúzia. O pior é que odeio fazer em série, gosto mesmo é de criar. Então nunca saiam iguais e eu fiquei muito feliz quando uns 30 juntos, cada um mais bonito que o outro.






Cartões feitos com recorte (papel cartão ou color plus) e dobraduras que deixam as flores, folhas, etc. em relêvo. esta técnica há muitos anos no programa da Ana Maria Braga, quando ainda não era na globo. Mais tarde peguei meus materiais e mãos à obra...


Misto: com moldes e dobraduras.



Este é só recorte e dobraduras.



Misto: cortador e dobraduras.



Detalhes das flores.


Este, abaixo, é um cartão gigante que fiz para o dia das mães para o mural da escola. Usei dez folhas de papel cartaz, aquele colorido de um lado e pardo no outro, que hoje em dia o chamam, erroneamente nas papelarias, de papel cartão. O papel cartão verdadeiro, que se compra nas lojas especializadas, possui os dois lados da mesma cor - específico para cartões - e encontra-se em várias gramaturas. Quatro das folhas que usei foram para colar o texto, que imprimi em papel comum.


Detalhe do cartão gigante.


Nenhum comentário: